Dobradiças frágeis ou com problemas podem ser um incômodo, além de representar perigo para a segurança, por isso é importante investir neste item indispensável. E para auxiliar nos projetos, a IMAB amplia o catálogo de produtos com o lançamento das dobradiças em inox que podem ser aplicadas em portas de madeira internas e externas.

As dobradiças de duas abas do tipo convencional 208, 209 e 242 são fabricadas em 100% aço inox, têm cabeças chatas e estão disponíveis com cantos retos ou arredondados. Os modelos 208 e 209 suportam o peso de até 25 kg levando em conta o jogo com três peças, já o 242 aguenta até 35 kg. Todas são encontradas nos acabamentos de inox polido e escovado.

As dobradiças também são aplicadas em armários de cozinhas e baús, entre outros objetos, e as dobradiças em inox da IMAB se encaixam perfeitamente em vários projetos, pois são duráveis e estilosas.

Caso a dobradiça seja instalada em portas externas ou acessos para garagens, pátios ou varandas, o aço inoxidável é indicado, pois resiste bem à corrosão. Outro detalhe importante a ser analisado, é o tamanho da dobradiça, deve-se levar em conta os seguintes aspectos: altura, peso, largura e a espessura da porta.

As dobradiças brasileiras são normatizadas pela ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas, onde o consumidor pode ver qual o peso que a associação solicita por medida, tornando assim mais fácil a utilização do produto correto. Também é válido contar com a opinião de um profissional instalador para obter um melhor desempenho.

Além disso, certifique-se de lubrificar todas as partes móveis algumas vezes por ano, isso irá garantir que elas continuem a mover-se suavemente. A lubrificação deve ocorrer de acordo com o local que foi instalado o produto, se tiver muita poeira ou exposição direta ao tempo a redução de atrito deve ser mais constante, a fim de preservar o objeto e manter o leve deslizar no funcionamento. Caso a dobradiça seja instalada em área residencial, a cada seis meses pode ser feita a lubrificação, sempre através de grafite em pó, em último caso passar óleo anticorrosivo.

Se não forem lubrificadas, as dobradiças podem deteriorar-se e tornar-se difícil de operar, eventualmente, conduzindo à possibilidade de parar de trabalhar. Isso é muito importante, principalmente em áreas costeiras, pois o sal do mar auxilia no acúmulo de ferrugem.

Serviço:
IMAB
(11) 4662-7500
imab.com.br