A Delta Containers reuniu algumas perguntas mais frequentes sobre containers.

O americano Malcom McLean

O americano Malcom McLean

Com estrutura metálica e normalmente utilizados para transporte de cargas em navios e trens, os containers já ganharam espaço no setor da construção civil, além de serem uma forma de inovação na arquitetura. Mas qual a origem do container? E qual a durabilidade desta alternativa? A Delta Containers respondeu essas e outras dúvidas sobre o assunto.

1.Origem dos containers
Após séculos de comércio internacional, os chineses, europeus e árabes não conseguiram criar e desenvolver uma forma única de armazenamento de mercadorias, com o intuito de evitar quebras e desvios de mercadorias. Com pouco mais de 20 anos, o americano chamado Malcom Mc Lean, motorista e dono de uma empresa de caminhões, após observar o lento embarque de fardos de algodão no porto de Nova Iorque, teve a brilhante ideia de armazenar os fardos em grandes caixas de aço, para que essas fossem embarcadas com mais agilidade no navio, além de estarem mais seguras. Com o tempo, o americano aprimorou métodos de trabalho e expansão de sua companhia, a Sea-Land (depois chamada de Maersk-Sealand), tornando-a uma das pioneiras do sistema intermodal.

2.Durabilidade
Feitos de aço, alumínio ou fibra, os containers são bem estruturados para resistir ao uso constante no transporte de mercadorias de diversos tipos, além de serem resistentes à chuva, incêndio e outras intempéries. O container é um produto projetado para transporte marítimo em condições bastante adversas e, em um terreno, se feita a manutenção adequada, pode durar em torno de 90 anos.

3.Transporte e instalação
A locomoção dos containers é fácil, pois além de modulares, são leves, possibilitando que equipamentos comuns de carga e descarga, como caminhões munck ou pequenos guindastes, façam o transporte sem maiores problemas. Os containers podem chegar ao endereço da obra 100% prontos, com a possibilidade de movimentação da estrutura de um local para o outro.

4.Tipos de containers
Há diferentes modelos de containers disponíveis no mercado para situações específicas. No Brasil, o mais comum são os containers secos e refrigerados, com as medidas de 20 e 40 pés. Já os demais modelos são encontrados normalmente na China, confira os principais: Dry Box – container mais usado e o primeiro a ser criado. É um container totalmente fechado, com portas somente nos fundos; Bulk Container – totalmente fechado com abertura no teto. Usado normalmente para transporte de produtos agrícolas; Ventilated – modelo utilizado para cargas que necessitam de circulação de ar; Reefer – fechado com portas no fundo, apropriado para cargas que necessitam de controle de temperatura; Open Top – um container sem teto, utilizado para embarcar cargas com dificuldade de entrar pela porta dos fundos, devido a sua altura; Open Side – não tem uma parede lateral, adequado para cargas que excedem a largura; Flat Rack não possui paredes laterais e teto, recomendado para cargas pesadas e grandes.

Atualmente o Brasil não importa os containers diretamente da fábrica e em grande volume, além disso, as opções que podem ser encontradas na China são modelos que ainda não foram colocados para reuso.

Serviço:
Delta Containers
0800 607-7777
deltacontainers.com.br