Depois de 40 anos de trabalho com design de marcas, publicações, filmes e ambientes, artista multimídia aposta agora no design de móveis e objetos.

Ricardo van Steen na Novo Ambiente de São Paulo

Poltrona Kanga Comfort

Referência em mobiliário residencial e corporativo, a Novo Ambiente passa a contar no portfólio de parceiros da marca com um dos nomes em maior ascensão no design brasileiro: Ricardo van Steen e o seu estúdio Mobília Tempo.

Considerado um artista ‘multimídia’, o diretor de arte e cineasta incorpora agora no design de produtos de mobiliário, arquitetura e urbanismo mais de 40 anos de experiências no design de marcas, publicações, filmes e ambientes.

“Minha formação acadêmica foi pífia, o que sei aprendi na prática. Acho que nunca cresci, trabalho para mim sempre foi brincadeira. E como não há nada como uma brincadeira nova para aprender, fui me emaranhando pelos teatros, pelos estúdios, pelas obras, pelas fábricas e basicamente tenho tentado funcionar como um hub que liga essas tribos, levando experiências de uma para a outra”, conta o artista. “Acabei fazendo design de móveis por mais de trinta anos sem dar o real valor, enxergando sempre as peças como parte de outro propósito maior. Foi só chegando aos 60, é que comecei a perceber o tamanho da pilha de peças já feitas. Daí para resolver partir para uma nova aventura foi um passo”, completa.
Pode-se destacar sobretudo sua filmografia em meados dos anos 2000 sobre o cantor e compositor Noel Rosa, um dos grandes nomes do samba e da música popular brasileira no início do Século XX.

Poltrona Kanga Comfort
Inspiradas no cangaço e nas sacas de alimento dos confins do nordeste brasileiro, tem estrutura articulável em madeira de lei com ferragens reforçadas em aço-carbono banhado em latão, cintas e assento em couro sola, estofado e revestido com tecido ecológico.
75 P x 85 L x 90 A cm.

Não há como dissociar da obra de van Steen as influências e as inspirações vindas do universo da arquitetura para o de design de mobiliário, especialmente o desafio de reproduzir em menores dimensões o pensamento ergonômico e estético brasileiro.
“Como dizia Mies van der Rohe, é bem mais difícil desenhar uma poltrona que um edifício. Carlos Motta diz que um projeto de móvel pode atingir milhares de decisões. Me atraem demais esses desafios enormes”, explica o designer, que diz também ter como inspiração os trabalhos de Lina Bo Bardi, Sergio Rodrigues, Jorge Zalszupin, Fulvio Nanni, Joaquim Tenreiro, entre outros.

Novo Ambiente
www.novoambiente.com
(11) 3062-3351