Sistema construtivo permite o uso de materiais isolantes, caso da lã de PET.

O drywall  é uma boa alternativa para regular a temperatura interna dos ambientes, pois o gesso presente em sua composição é higroscópico. Ou seja, tem a capacidade de absorver a umidade do ar. “Agora, quando combinadas as paredes de drywall com a lã de PET, o nível de isolamento térmico é potencializado”, afirma Rosângela Arnandes, técnica da Trevo Drywall.

Outra vantagem de construir com drywall e lã de PET é a possibilidade de calcular diferentes níveis de isolamento térmico conforme a área da casa – por exemplo, onde incide mais ou menos luz solar. “Ao contrário da alvenaria, o drywall possibilita executar paredes com diferentes tipologias, e isso é muito útil quando você precisa determinar o tipo de desempenho que deseja para cada espaço”.

A sustentabilidade é outro ponto importante. Além de o sistema drywall – chapas, perfis e parafusos – ser 100% reciclável, a lã pode conter PET reciclado em sua formulação. É o que acontece, por exemplo, com a EcoFiber Wall, produto fabricado pela EcoFiber e distribuído pela Trevo Drywall.

“A EcoFiber Wall combina elevado desempenho térmico e acústico com proteção ao meio ambiente. Trata-se de um diferencial importante, sobretudo para as construtoras alinhadas às melhores práticas socioambientais”.

Qualificada junto ao Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat (PBQP-H) e certificada de acordo com a ABNT (NBR 16.832), a EcoFiber Wall ainda apresenta outras vantagens, a exemplo da não propagação de chamas e elevada resistência à água. Também não retém umidade, tampouco deforma ao longo do tempo – trata-se de uma lã de PET extremamente maleável e com alto grau de resiliência.

“É muito fácil de instalar e, por não provocar alergia ou coceira, dispensa o uso de proteções especiais durante o manuseio. Ou seja, bastam as EPIs convencionais”, completa Rosângela.

Serviço:
Trevo Drywall
(88) 3571-6019
trevobrasil.com.br